Atualizado: 28 de Jun de 2018


A venda de comida de rua não é uma novidade existe a muitos anos e em vários países, muito difundida nos Estados Unidos e Europa. Porém a partir de 2008 com a crise muitos restaurantes e bares dos Estados Unidos e Europa foram impactados e desta forma estes empresários acabaram migrando para uma nova modalidade do ramo alimentício denominado “comida de rua”. Estes empresários estilizaram veículos e adaptaram seus cardápios para levar a este público comida de boa qualidade, requintada e de baixo custo. Este conceito foi bem aceito pelo público das grandes metrópoles americanas e europeias, logo se espalhou pelo mundo.

No Brasil esta tendência chegou em 2014, com os brasileiros que viajavam para estes centros em férias ou negócios e enxergaram como oportunidade para as nossas grandes cidades, inicialmente o mercado de food truck se estabeleceu em São Paulo e depois foi sendo difundida em outras cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Brasília. Hoje o mercado de food truck está em praticamente todos os estados brasileiros e não apenas nas grandes cidades e capitais, com estruturas diversas e uma infinidade de cardápios indo de massas até comidas regionais como comida baiana.


Como está o mercado para food trucks?


Vem ocorrendo em nossa sociedade mudanças significativas no cotidiano das famílias, devido ao corre do dia a dia e várias atividades realizadas pelos membros do ambiente familiar, faz com que estes priorizem as refeições fora de casa, más não abrindo mão de qualidade e preço justo, outro ponto é que as pessoas associam as saídas de casa para realizar refeições ao lazer fazendo com que busquem ambientes bons e familiares. Segundo IBGE a refeição “fora de casa” representa em média 31% dos gastos das famílias brasileiras, ou seja, temos um mercado com grande possibilidade de ser explorado pelo empreendedor, por outro lado segundo SEBRAE estima-se que 2% da população brasileira estão inseridas neste modelo de negócio, fazendo com que o empreendedor que desejar ingressar neste ramo esteja preparado para concorrer não apenas com outros food trucks mas também com bares e restaurantes. Nos últimos anos tivemos um crescimento de mais de 10% deste setor, porém muitos empresários tiveram insucesso, devido à falta de planejamento do negócio.

Para os empreendedores que desejam ingressar neste ramo existem algumas dúvidas em suas cabeças relacionadas aos food trucks como investimento inicial, que produto vender, qual a melhor localização, entre outros. Essas dúvidas são normais e devem servir para que o empreendedor faça um bom planejamento e posteriormente sucesso em sua jornada.


Qual o investimento inicial?


Para iniciar um food truck à uma estimativa de que o empreendedor gaste de R$ 20 mil à R$ 135 mil para transformação de um veículo. Há uma segunda opção que o empreendedor não construa do zero, essa opção seria através de franquias. Para iniciar não há apenas o investimento para a transformação do veículo, por se tratar de um veículo adaptado para o ramo alimentício é necessário que tenha licença da prefeitura para que possa utilizar vias públicas e licença da vigilância sanitária para autorizar à atividade por parte do empreendedor. Outra forma de se estabelecer e que não necessita da autorização da prefeitura, se dá através da utilização de espaços privados como os chamados food parks, que são espaços destinados ao aluguel de vagas para os food trucks, nestes espaços o locatário paga aluguel ao dono espaço e utiliza a estrutura do park que geralmente possui mesas comunitárias, banheiros e limpeza do espaço, permitindo conforto aos seus clientes. Apesar de não pagar as taxas referente a prefeitura é importante frisar que mesmo se estabelecendo dentro de um food park e necessário a licença da vigilância sanitária.


Qual a melhor localização?


A escolha da localização de um food truck é um ponto que geralmente pode trazer dor de cabeça ao empreendedor pois uma escolha pode levar do sucesso ao fracasso, por isto alguns pontos devem ser levados em consideração como: hábito de alimentação das pessoas nas redondezas, se o local possui grande movimentação de pessoas, geralmente estas movimentações de pessoas acontecem em regiões comerciais, próximas de estacionamentos ou até instituições de ensino. Ruas e avenidas com grande circulação de veículos pode ser um atrativo para localização do food truck. Avalie se não há saturação de estabelecimentos na região, ou seja, conhecer a concorrência e vislumbrar um diferencial, outro ponto é a condição sanitária deste do local escolhido e por último uma condição estratégica pode fazer a diferença que é ter um ponto de apoio como uma cozinha central.



Qual o cardápio adequado?


Nada adianta em ter um food truck estilizado, estar localizado em uma boa localização se seu cardápio não atende as expectativas dos clientes. O cardápio de um food truck deve ter poucas opções más que atendam as expectativas e paladar do público de uma determinada região, para isto o empreendedor deve conhecer os gostos do seu público alvo. Outra premissa importante é que os pratos sejam de fácil preparação evitando com que o cliente não espere um longo tempo por seu atendimento.


Quanto ao preço?


Como citado anteriormente os food trucks surgiram com objetivo de levar comida às ruas comida boa e barata, portanto não é recomendado ao empreendedor que deseja ingressar neste ramo elaborar pratos requintados e principalmente caros, pois o objetivo é totalmente o contrário, preços atrativos ao consumidor.

O ramo de food truck pode ser um atrativo de negócio rentável, temos exemplos de empresas que chegam a faturar R$ 45 mil reais mensais à um lucro próximo de 25%, porém a margem de lucro e retorno do investimento do empreendedor podem variar de acordo com alguns fatores como:

  • Posicionamento de preço;

  • Volume de vendas;

Contudo um fator que poucas vezes é avaliado pelo empreendedor e muito importante para sucesso do seu negócio, são os custos operacionais que geralmente acontecem no mal gerenciamento da operação do food truck, seja na emissão de pedido, gerenciamento de estoque e até entendimento de demandas como: dias de maior vendas, produtos mais consumidos, entre outras. Para esse gerenciamento existem plataformas digitais que auxiliam ao empreendedor fazer todo gerenciamento operacional do food truck, exemplo é o Caixa Móvel uma plataforma digital que permite de forma simples, rápida e ágil otimizar a gestão operacional dos food trucks.


Referência de materiais:


SEBRAE:

  • App Food Truck
  • App Food Truck
  • App Food Truck

|

 Tel: (47) 3431-7300

|

Rua Otto Boehm, 48 Joinville - SC

© 2018 Caixa Móvel.